Aurismar Mazinho Monteiro

Uma pena meramente entusiástica.

Textos


Hoje, bem sei...
 
Por muito tempo, amei alguém... Hoje, bem sei,
foi sem que, igualmente, tenha sido amado...
Sim... E foi de ti que eu mais gostei,
sem que de mim tenhas gostado...
Mas um dia, talvez, amarás alguém
como eu te tenho amado,
e certamente não receberás intenso amor,
tantos carinhos, ternura e cuidados...
Assim tu saberás o que eu passava
e passei por sempre te amar.
Aí, então, refletirás...
e triste, intensamente irás chorar.
É que o amor que eu te dei, ninguém a ti dará.
Amar-te como eu te amei, jamais alguém te amará!

 
Aurismar Mazinho Monteiro – Natal/RN - 021602DEZ2013
AURISMAR MAZINHO MONTEIRO
Enviado por AURISMAR MAZINHO MONTEIRO em 31/03/2021


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras