Aurismar Mazinho Monteiro

Uma pena meramente entusiástica.

Textos


Saudade...

Saudade é coisa que nem todo mundo tem.
Saudade é querer estar perto de alguém,
ou de algo, consoante lhe convém.
Saudade, vez faz mal, saudade, vez faz bem...
É assim, nem todo mundo se entende bem,
por isso aqui se detém: nem tudo lhe faz mal ou bem.
Mas uma coisa posso dizer – e muito bem:
se a saudade soubesse o quanto ela causa dor
e se tivesse saudade de alguém,
jamais deixaria o torpor
do leito que a mantém.
Infelizmente, a saudade não tem saudade
de nada nem de ninguém.
E é feliz quem dela se abstém.
Porém, assim só é quem vive de desdém,
o que é difícil, pois sempre existe “um algo” ou “um alguém”...
Ah, a saudade... qual ela, nada nem ninguém!
De saudade entendo bem,
pois é coisa que tenho num constante vaivém...
Só que ela se vai bem menos do que vem.


Aurismar Mazinho Monteiro - 20MAR2013

Imagem extraída da internet - Google
AURISMAR MAZINHO MONTEIRO
Enviado por AURISMAR MAZINHO MONTEIRO em 30/01/2014
Alterado em 31/01/2014
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.aurismarmonteiro.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras