Aurismar Mazinho Monteiro

Uma pena meramente entusiástica.

Textos


     Nem santo, nem encantoado, apenas encantado
 

     Hoje é o Dia de Todos os Santos, feriado nalguns cantos, onde alguns, sob encantos, o celebram aos cantos... É também o dia em que muitos, tidos como santos – mas que na verdade, nem tanto – como que num encanto, noutros cantos abandonam a imagem de santos.
     Hoje, no meu canto, tipo recanto, depois de tantos cantos, conto que sou um desses tidos como santos... Oh, mas quanto encanto, neste instante sem pranto!
     Não se espantem, não se encantem, decantem e se decantem dos prantos de outros cantos... Não pensem, cantem, não se cansem, só descansem...
     Eis um dos meus cânticos, um pouco do meu tanto...
     Entretanto, somente por enquanto.


Imagem: o autor, em foto de 20OUT2013.
AURISMAR MAZINHO MONTEIRO
Enviado por AURISMAR MAZINHO MONTEIRO em 01/11/2013
Alterado em 02/11/2013
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.aurismarmonteiro.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras