Aurismar Mazinho Monteiro

Uma pena meramente entusiástica.

Textos


Feliz dia, mamãe!

Quanto mais adulto me torno,
mais menino vou ficando...
E sinto falta do gostoso colo
que o tempo vai me roubando...
 
Falo da minha mãe querida,
amada por mim e meus irmãos,
seus alunos por toda a vida,
a plantarem amor no coração...
 
Além de mãe, amiga e mestra.
E não há quem ouse negar!
Por isso, este carinho, esta festa,
mostrando meu jeito de amar.
 
Por mais que se repita aqui,
nesta curta e singela poesia,
jamais poderei definir
o quanto ela me traz alegria.
 
Mamãe, receba muitos beijos,

infindo amor e todo carinho.
E saiba que meu maior desejo
é vê-la feliz em seus caminhos.



Imagem: eu e minha mãe.
AURISMAR MAZINHO MONTEIRO
Enviado por AURISMAR MAZINHO MONTEIRO em 11/05/2013
Alterado em 05/05/2015
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.aurismarmonteiro.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras