Aurismar Mazinho Monteiro

Uma pena meramente entusiástica.

Textos


Quem sente sabe e bem diz...

 

Vem, faze-me embriagado,

com doces que tanto há em ti.

Por mais amarga que tenhas ficado,

prometo, não mais irei partir.

Aceita-me outra vez a teu lado!

Esquece o mal que te fiz!

Teu doce, nós embriagados,

meu doce, farei-te feliz.

Desejos enfim revelados,

antes latentes, mas fortes em raiz,

por mais que tenhamos brigado...

Quem sente sabe e bem diz...

Enfim, é o amor despertado.

 

 

Imagem: Google – versificad0.tumblr.com

AURISMAR MAZINHO MONTEIRO
Enviado por AURISMAR MAZINHO MONTEIRO em 10/12/2012
Alterado em 18/06/2013
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.aurismarmonteiro.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras