Aurismar Mazinho Monteiro

Uma pena meramente entusiástica.

Textos

           13 de dezembro - Dia do Marinheiro

          Queridos recantistas e demais leitores,
         Hoje, 13 de dezembro, comemora-se o Dia do Marinheiro. Os homens do mar merecem ser lembrados, pois sua contribuição para o desenvolvimento do País é por demais importante. Em nome do progresso e segurança de nossa pátria, fazem-se presentes ao mar, por todos os mares, distantes de seus entes queridos e ausentes dos lares. Convencionou-se este dia em homenagem à data de nascimento de JOAQUIM MARQUES DE LISBOA, o Almirante Marquês de Tamandaré, que foi herói da Guerra do Paraguai e é o Patrono da Marinha do Brasil. É desse respeitável vulto da pátria a frase "Sou marinheiro e outra coisa não quero ser". Dessa forma, queridos amigos, celebrando esta data tão importante, especialmente para os que servem e/ou serviram (como eu, por quase trinta anos) à Pátria, vestindo com garbo o belo uniforme da Armada, sugiro que apreciem meu singelo poema em alusão a umas das fases da minha vida.
 Leiam "MARINHEIRO" em http://www.recantodasletras.com.br/poesias/2889501.
AURISMAR MAZINHO MONTEIRO
Enviado por AURISMAR MAZINHO MONTEIRO em 13/12/2011
Alterado em 13/12/2011
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.aurismarmonteiro.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras