Aurismar Mazinho Monteiro

Uma pena meramente entusiástica.

Textos


11 de junho de 1865 – Batalha Naval do Riachuelo

(Poesia alusiva ao aniversário da Batalha Naval do Riachuelo, travada com o Paraguai, cujo embate ocorreu em 11 de junho de 1865, havendo decisiva vitória para a Marinha Brasileira. Imagem: Google - MARCOSNOGUEIRA-2.BLOGSPOT.COM)


No Brasil, vigorava o império.
Dom Pedro II era o imperador
- um homem culto, patriota e sério
que, o País, governava com ardor.

Nosso vizinho, de nome Paraguai,
grande guerra ousou começar;
um país, que hoje é da paz,
depois de perdas e de muito lutar.

Do grande rio veio seu nome,
não tendo saída para o mar.
Em navios, juntou os seus homens
para uma grande batalha travar.

Atiçador, o dito vizinho
- cujo povo tem língua guarani -,
querendo chegar ao Atlântico,
resolveu nossas terras invadir.

Para aumentar as suas riquezas,
o caminho era a bacia da Prata.
Entra em cena o Capitão Mezza,
paraguaio que agiu com bravata.

Da Província do Mato Grosso
aproximou-se aquele oficial,
mas foi vencido pelo acosso
da forte Esquadra Nacional.

Fez-se ao mar a poderosa
esquadra do Almirante Barroso.
Com nove navios, a Briosa
embateu com gande alvoroço:

foi a Batalha Naval do Riachuelo,
no arroio que tem o mesmo nome.
Ficou na História, marco altaneiro...
“Honra ao Mérito” àqueles bravos homens!

Marcílio Dias - o Imperial Marinheiro -
destacou-se, lutando bravamente.
Para orgulho do povo brasileiro,
guardando a Pátria, tombou heroicamente.

Igualmente, com tamanha valentia,
na “Canhoneira Parnaíba”, lutou
Greenhalgh, bravo Guarda-Marinha,
que a Bandeira, ao inimigo não entregou.

Lembremos, brasileiros,
a coragem daqueles homens!
Valentes marinheiros!
Exaltemos os seus nomes!

Revolvamos aos “Sinais de Barroso”!
Devemos cumprir nosso dever!
A ordem é sustentar o fogo,
para o inimigo nunca vencer!


* O autor da poesia é ex-Suboficial Sinaleiro da Marinha do Brasil.
AURISMAR MAZINHO MONTEIRO
Enviado por AURISMAR MAZINHO MONTEIRO em 10/06/2011
Alterado em 10/06/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.aurismarmonteiro.recantodasletras. com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras