Aurismar Mazinho Monteiro

Uma pena meramente entusiástica.

Textos

Rabisco
Poeta não sou,
nem sê-lo ouso.
Apenas escrevo
pensamentos de novo.
Parado eu estava,
imóvel eu fiquei...
Nada escrevi,
apenas rabisquei
o que ora pensava,
nem tudo o que pensei.

E agora, a bela e preciosa interação do colega e grande poeta EURÍPEDES BARBOSA RIBEIRO, a quem, humildemente, rogo desculpas por somente agora - 29ABR2011 -, publicá-la (por motivo de força maior)...

A respeito de rabiscos
Eu por certo lhe diria
Que há rabisco que é rabisco
E rabisco que é poesia!

E se o rabisco é poesia
Rabisco deixa de ser
É arte, eu lhe diria
O que acabo de ler!

Muito obrigado, nobre poeta EURÍPEDES! Confesso que ainda careço de prática para "navegar na escrivaninha".  Saúde e paz em Deus, amigo.
AURISMAR MAZINHO MONTEIRO
Enviado por AURISMAR MAZINHO MONTEIRO em 04/04/2011
Alterado em 20/05/2011
Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras