Aurismar Mazinho Monteiro

Uma pena meramente entusiástica.

Textos


Viver é escrever; errar é aprender

A vida se delineia, tal quais linhas traçadas:
há erros e acertos; forças de sina, ocorrências variadas...
Não há vivência perfeita, se imperfeitos somos.
Entretanto, a perfeição povoa nossos sonhos...
Com os erros, aprendemos e procuramos não errar mais.
Devemos seguir adiante, fazendo o que nos apraz,
porém, deveras consciente, do que bem ou mal nos faz.
Mesmo assim é escrever, onde falhas são apontadas;
igualmente na arte de ler, quando palavras são mal ditadas...
Há inevitáveis julgadores e inumeráveis entendimentos.
Assim como vivo, escrevo despretensiosamente,
buscando mais saber que vem dos julgamentos.
É que apenas repasso o que me sai do pensamento.
Cedo, aprendi a ler; a compasso, a escrever.
Pois, ainda pequeno, minha mãe me ensinou.
As lições, na escola a professora continuou...
E crescendo seguia, lendo tudo o que via.
Hoje, crescido, escrevo como aprendi
e aprendo cada vez mais, quando leio o que escrevi.
Lendo, pensando, escrevendo, vivendo,
enfim, eu sei, erros eu cometo.
Como todos, alguns eu cometi.
Tentarei não mais errar, isso eu prometo.
Mas sou humano, erro, não tem jeito!
Ora, vivemos errando, não somos perfeitos!
Mente quem diz, que erros não comete!
Esse é um tolo que a si mesmo emburrece.


* Imagem: Google - blogdicas.com.br
AURISMAR MAZINHO MONTEIRO
Enviado por AURISMAR MAZINHO MONTEIRO em 22/03/2011
Alterado em 28/05/2015
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (www.aurismarmonteiro.recantodasletras.com.br).


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras